Como ir de férias e levar a televisão consigo?

Operadoras e canais apostam cada vez mais em plataformas de consumo de TV, em direto ou diferido, disponíveis em qualquer lugar e hora

Ver televisão apenas sentado no sofá de casa é já uma visão arcaica do consumo do espectador. Numa altura em que vários portugueses já estão ou planeiam ir de férias, consumir conteúdos em locais em que não exista um televisor é possível em qualquer lugar. Basta ter um PC, tablet ou smartphone e ligação à internet. Numa clara aposta na tendência multiscreen, todos os operadores e alguns canais em sinal aberto já têm disponíveis apps (aplicações) para aparelhos móveis onde se pode ver TV em direto, programas já exibidos, consultar programação, aceder ao videoclube ou agendar gravações.

A Meo e a NOS foram as primeiras a dar o passo, em 2011, com a Meo Go e a Iris Online, primeiro com versões exclusivas para computador, alargando-as mais tarde para tablets e smartphones. Já este ano, a Vodafone e a Cabovisão, com a TV Sempre Consigo e a Cabovisão On, seguiram a estratégia. Os serviços são na essência os mesmos, variando no número de canais disponíveis e no preço.

Há três anos, a estação pública foi a primeira a criar uma plataforma em que se pode ver no PC, tablet e smartphones toda a programação dos seus canais e rádios, em direto e em diferido, a RTP Play, sem qualquer custo adicional. Em fase de plena ascenção, os 150 mil programas disponíveis são atualmente vistos por quase 800 mil pessoas por mês. Já a TVI aposta num pacote de duas apps com emissão em direto disponíveis para todas as plataformas, uma para a generalista e outra para o canal informativo, TVI24. A SIC, é a única estação em sinal aberto que se tem mantido à parte desta tendência.

Leia mais na edição impressa do DN

Exclusivos