Especialistas são perentórios: provérbio não existe

Moura Guedes esclareceu no Facebook que o ditado "dezembro frio, calor no estilo" está correto. Especialistas contrariam a apresentadora, que retirou o seu comentário da rede social

Edite Estrela e José Mário Costa são perentórios: "dezembro frio, calor no estilo" não é um provérbio. A antiga professora de Literatura Portuguesa e o cofundador do site Ciberdúvidas e autor do programa da RTP1 Cuidado com a Língua! disseram ao nosso jornal que o ditado popular considerado correto no concurso Quem Quer Ser Milionário, da estação pública, "não está registado". "Não consta de nenhum dos três bons dicionários que consultei", garantiu a eurodeputada. "Nem faz sentido. O correto é 'dezembro frio, calor no estio", completa o jornalista.

Entretanto, Manuela Moura Guedes eliminou da sua página de Facebook o "esclarecimento" que tinha publicado e através do qual defendia o programa que marcou o seu regresso à TV. "Há dois provérbios sobre o 'Dezembro com frio...', um mais conhecido, ligado ao estio, outro ligado ao estilo. São, pelo menos, dez as fontes que sustentam esta afirmação. Foi escolhido o menos conhecido porque a concorrente já estava a responder a uma pergunta de nível 8, mais difícil. Provavelmente seria o outro, o do estio, se estivesse num nível mais baixo. [...] O que me parece ridículo é fazer considerações sobre gafes e coisas afins partindo do princípio de que 'estio' não faz parte do vocabulário de qualquer português com uma formação académica normal", tinha escrito a apresentadora.

A polémica surgiu na semana passada, quando Manuela Moura Guedes pediu a uma concorrente para completar o provérbio. Porém, das quatro hipóteses apresentadas ("domicílio", "aconchego", "abrigo" e "estilo"), nenhuma estava correta e a participante foi eliminada.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG