Adeus, Letterman! Olá, Colbert!

Em abril, o apresentador anunciou que a reforma chegaria no ano de 2015. Esta semana, a CBS informou que dia 20 de maio será o momento do adeus. Stephen Colbert irá sentar-se na cadeira do Late Show e quer seguir o líder

"Existem mais de dez razões pelas quais David Letterman deixará saudades." A curta frase foi proferida pelo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quando em abril o apresentador, sem que nada o fizesse esperar, anunciou, em direto, que iria retirar-se. Após o choque inicial, os seguidores do homem que durante 22 anos foi o rosto do The Late Show serenaram quando o adeus foi anunciado para 2015. Mas, esta semana, a saída de cena começou a tornar-se mais real já que a CBS - estação responsável pelo formato - apontou o mês de maio para as despedidas. Só falta mesmo agendar o dia em que será concretizada.

Letterman, 67 anos, sai, mas o The Late Show vai continuar no ar. Sendo este título uma das marcas mais fortes da televisão norte-americana e vista um pouco por todo o mundo, a sucessão de Letterman tem sido planeada como se de um lançamento espacial se tratasse. A escolha do sucessor teve o rótulo de top secret, tendo o seu nome sido anunciado quando passavam somente seis dias após a revelação do apresentador. Tudo para travar especulações. Nestes escassos dias, Neil Patrick Harris, Craig Ferguson e Chelsea Handler foram apontados como possíveis. Mas o "vencedor" foi Stephen Colbert, 56 anos.

Na ocasião, o presidente da CBS, Lee Moonves, justificou a escolha de Colbert apontando-o como "uma das forças mais inventivas e respeitadas da televisão". Moonves vincou, ainda, que "o legado de David Letterman é motivo de grande orgulho para todos nós e consideramos que este anúncio sustenta o compromisso que Letterman estabeleceu para o late night da CBS".

Por seu turno, Colbert mostrou "reverência" ao mestre assinalando que "ter sido convidado no programa de David Letterman foi um dos pontos altos na minha carreira. Nunca, mas nunca, sonhei que iria seguir as suas pegadas, e eu quero mesmo segui-las, até porque todos neste horário seguem o que David faz. Ele é o líder".

Leia mais no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG