Morreu a mulher de Archie Bunker

A atriz norte-americana Jean Stapleton, celebrizada pelo papel de Edith na série televisiva "Uma Família às Direitas", em que era casada com Archie Bunker, outra personagem lendária, morreu aos 90 anos, noticiaram hoje os media norte-americanos.

Na série, cujo título original era "All in the Family" e que foi transmitida entre 1971 e 1979, Jean Stapleton vestia a pele de uma dona-de-casa de voz aguda, que desafinava ao piano e tinha uma paciência de Job para aturar o marido ranzinza e preconceituoso, Archie, uma das mais politicamente incorretas personagens da história da televisão norte-americana.

Desconhecida de muitos norte-americanos, Stapleton, nascida a 19 de janeiro de 1923, foi, contudo, uma bem-sucedida atriz de teatro antes de se tornar um ícone da cultura pop, com o papel desempenhado na série televisiva de Norman Lear, que lhe valeu vários prémios Emmy.

Integrou o elenco original de vários musicais da Broadway, como "Damn Yankees", "Bells Are Ringing" e "Funny Girl" e, depois de a série acabar, regressou ao teatro e interpretou pequenos papéis em televisão.

A popular série "Uma Família às Direitas" era uma adaptação da série britânica "Til Death Us Do Part", sobre um casal de classe média e um marido com opiniões racistas.

Stapleton desempenhou o papel de dona-de-casa tradicional, embora ligeiramente excêntrica, que, com o tempo, começa a refletir sobre o feminismo e outros temas sociais polémicos, desencadeando diálogos hilariantes com o seu preconceituoso e conservador marido, interpretado pelo ator Carroll O'Connor.

A série foi um marco cultural tão importante nos Estados Unidos que a cadeira de braços em que O'Connor se sentava semanalmente para as filmagens está agora exposta no Museu Nacional de História Americana, em Washington, DC.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG