"A Guerra dos Tronos" lidera nomeações aos Emmy

A série "A Guerra dos Tronos" parte como favorita aos prémios de televisão norte-americanos, os Emmy, com 19 nomeações, foi hoje anunciado. Segue-se "Fargo", com 18. Entrega de estatuetas é a 25 de agosto.

A série "A Guerra dos Tronos", que prepara a sua sexta temporada, alcançou o maior número de nomeações, logo seguida pela mini-série "Fargo", inspirada no filme homónimo dos irmãos Coen, com 18 indicações para a estatueta.

"House of Cards", da Netflix, que foi no ano passado a primeira série realizada e produzida para transmissão na Internet a receber uma nomeação, voltou este ano a ser nomeada em várias categorias.

A série, que se desenrola em Washington, no centro da política norte-americana, protagonizada por Kevin Spacey, está nomeada entre outras categorias, para as de Melhor Ator e Atriz numa série dramática, e também para o Emmy que distingue a Melhor Série Dramática.

"Orange is the new Black", também produzida pela Netflix, e que em breve se estreará nos ecrãs nacionais, tem três nomeações, entre as quais a de Shilling Taylor para Melhor Atriz em Comédia, e ainda para Melhor Atriz Secundária e Melhor série de comédia.

Na categoria de Melhor Atriz de Comédia está nomeada Lena Dunham, criadora e protagonista de "Girls".

A série "True Detective", protagonizada por dois polícias que investigam o assassinato de uma jovem em Louisiana, também está entre os favoritos. Os atores Matthew McConaughey, que ganhou um Óscar este ano pelo seu desempenho em "O Clube de Dallas", e Woody Harrelson concorrem para a categoria de Melhor Ator numa série dramática.

Entre as mulheres, Claire Danes, que ganhou um Emmy no ano passado por "Homeland", Michelle Dockery, por "Downtown Abbey", Kerry Washington, por "Scandal", e Julianna Marguiles, por "The Good Wife", competem pelo Emmy para Melhor Atriz numa série dramática, ao lado de Robin Wright, já nomeada no ano passado, e a estreante Lizzy Kaplan, por "Masters of Sex".

"Masters of Sex" é inspirada na vida do casal de sexólogos William Masters e Virginia Johnson.

Para o Emmy de Melhor Série Dramática estão nomeadas, "True Detective", "Breaking Bad", "Downtown Abbey", "A Guerra dos Tronos", "House of Cards" e "Mad Men".

Jon Hamm, o enigmático e sedutor Don Draper de "Mad Men", está na lista para a categoria de Melhor Ator numa série dramática, assim como Bryan Cranston, o professor de química que se tornou narcotraficante em "Breaking Bad".

A cerimónia de entrega dos Emmy está marcada para o próximo dia 25 de agosto.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.