'Ídolos' quer apostar em concorrentes com temas originais

Já não basta só saber cantar temas célebres. Quem quiser mostrar os seus dotes de compositor pode fazê-lo na próxima edição do concurso que estreia a 25 de março.

"Os miúdos de hoje e que chegam aos castings de Ídolos são bastante diferentes, muitos já compõem os seus temas", nota Frederico Ferreira de Almeida, produtor do concurso de caça-talentos da SIC, cuja quinta temporada estreia a 25 de março.

Por isso, quem quiser mostrar que não só sabe cantar as músicas nacionais e internacionais mais conhecidas, como também sabe compor, ganha um palco extra. "Não se trata de uma alteração ao formato, mas é, uma vez mais, um acompanhamento daquilo que o mercado está a precisar", refere este produtor da Fremantle Media ao DN.pt.

Não está prometida uma gala dedicada a isso, mas a produção já está a inquirir os participantes no sentido de saber se têm ou não originais e desafia-os a mostrar as músicas ao júri - composto pelos cantores Tony Carreira e Pedro Abrunhosa, o produtor Manuel Moura dos Santos e a apresentadora Bárbara Guimarães - logo na fase de casting.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG