Hermano Saraiva fica para a História como comunicador

O diretor da RTP2, Jorge Wemans, afirmou hoje que José Hermano Saraiva, falecido aos 92 anos, é uma "figura incontornável nos últimos 50 anos da vida portuguesa" e fica para a História como comunicador.

O historiador José Hermano Saraiva, que hoje faleceu, foi jurista, ministro da Educação e autor da "História Concisa de Portugal", mas tornou-se conhecido do grande público como apresentador de programas televisivos de divulgação cultural, entre os quais "Horizontes da Memória" ou "A Alma e a Gente", transmitidos na RTP.

"José Hermano Saraiva é uma figura incontornável nos últimos 50 anos da vida portuguesa. Não ficará seguramente para a História como historiador, como ele teria pensado, mas como comunicador", considerou Jorge Wemans.

"Era sobretudo um homem muito curioso, que gostava, à sua maneira, de investigar as razões que estão por trás da História, dedicado ao património português", disse o diretor da RTP2.

José Hermano Saraiva "procurava na cultura, no património edificado, nas artes, um campo imenso para transformar esse património numa história em diversas histórias, que contava de uma forma absolutamente genial".

O diretor da RTP2 recordou a ligação do historiador à televisão: "De alguma forma, inaugurou na televisão portuguesa um tipo de relação entre o discurso mais académico com o discurso televisivo".

A RTP2 "teve a sorte de o ter na última década", disse Wemans, que lembrou que, na última série que a estação estava a preparar com Hermano Saraiva, este já estava bastante debilitado, mas que, mesmo assim, "era ainda notória a sua energia".

"Hermano Saraiva deixa saudades, mas também uma obra imensa e relativamente única", adiantou. Em sua homenagem, a RTP2 vai alterar a programação de hoje, introduzindo vários programas com o apresentador e historiador.

"Vamos privilegiar programas de que as pessoas já se terão esquecido e em que o professor aparece nas diferentes várias fases da vida e da RTP", uma espécie de caleidoscópio dos vários momentos de José Hermano Saraiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG