E Porque Não... Camões?

O protagonista da novela "Podia Acabar o Mundo" (SIC) considera que a vida de Luís de Camões deveria ser retratada na ficção. "Acho que se devia fazer um remake de Camões. Com as condições técnicas que temos actualmente, era extremamente interessante conhecer um dos maiores poetas mundiais".

Interpretar o ditador que mais tempo comandou os destinos de Portugal, no filme/série "A Vida Privada de Salazar", deu um gozo extraordinário a Diogo Morgado. Mas não é motivo suficiente para que o actor, de 29 anos, pretenda encarnar outra figura histórica: "Não faz sentido algum depois de fazer um Salazar fazer um Sá Carneiro, por exemplo." Porém, o protagonista da novela "Podia Acabar o Mundo" (SIC) considera que a vida de Luís de Camões deveria ser retratada na ficção. "Acho que se devia fazer um remake de Camões. Com as condições técnicas que temos actualmente, era extremamente interessante conhecer um dos maiores poetas mundiais. Seria uma epopeia para uma figura como o Camões, porque era um boémio das ruas de Lisboa, que foi banido... há toda uma evolução na vida dele que é perfeita para ser contada num filme ou numa série", explica Diogo Morgado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG