Charlie Sheen quer indemnização de 100 milhões

O actor ameaçou processar os produtores de "Dois Homens e meio" depois de ter sido despedido, no início desta semana. Agora avançou com um pedido de indemnização milionária.

Charlie Sheen decidiu avançar em seu nome mas também em nome do restante elenco e equipa técnica da série. E além de processar o produtor Chuck Lorre e a Warner Bros, pede cem milhões de dólares (cerca de 72 milhões de euros), um valor que engloba o pagamento pelos oito episódios que ficaram por fazer e a indemnização.

Nos documentos que deram entrada no tribunal, a que o site TMZ teve acesso, o advogado de Charlie Sheen alega que o cancelamento da série se deve a um desejo por parte de Chuck Lorre de castigar o actor e que essa decisão resultou de uma conspiração entre o produtor e a Warner Bros.

Na acção, está ainda escrito que a decisão de cancelar "Dois Homens e Meio" foi tomada antes de Charlie Sheen ter criticado publicamente Chuck Lorre. Porquê? Porque o produtor "detesta" Charlie Sheen e queria dedicar-se a outros projectos.

O actor alega ainda que foi despedido quando se encontrava doente, o que viola a lei laboral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG