Morreu um dos criadores de "Os Simpsons"

Sam Simon perdeu a batalha contra o cancro e morreu ontem. Tinha 59 anos.

Ao lado de James L. Brooks e Matt Groening, Sam Simon foi um dos criadores do sucesso mundial "Os Simpsons". Morreu ontem, aos 59 anos, de cancro do cólon.

Quando a doença lhe foi diagnosticada, em 2012, os médicos deram-lhe apenas entre três e seis meses de vida. Um cenário que o levou a doar toda a sua fortuna, então avaliada em 100 milhões de dólares.

"Tenho o desejo de ajudar os animais", afirmou à agência noticiosa Reuters em agosto do ano passado. "É o meu dinheiro e posso fazer com ele aquilo que quiser. Foi um hobby dispendioso este que arranjei no final da minha vida", acrescentou.

Mas não foram só os animais que beneficiaram. Além da Fundação que criou em 2002 dirigida aos animais em risco, Sam Simon ajudou a fundar a a organização Save the Children, vocacionada para o auxílio às crianças.

Enquanto estudante na Universidade Stanford, Sam Simon vendia cartoons para os jornais de São Francisco. Depois de tirar o curso teve a grande oportunidade quando a produção de "Taxi" avançou com um argumento que ele escrevera em 1981.

Em 1988, Sam Simon juntou-se a James L. Brooks e a Matt Groening para criarem "Os Simpsons", que começaram por ser uma rubrica de "The Tracy Ullman Show". Responsável pela equipa de guionistas, ajudou a desenvolver algumas das personagens centrais da história, nomeadamente Marge e os três filhos, Bart, Lisa e Maggie.

"Os Simpsons" tornaram-se na comédia de maior duração da televisão americana, sucesso em todo o mundo.

Mas depois de quatro temporadas, em 1993, Sam Simon saiu da série, tendo negociado uma percentagem sobre ganhos futuros, o que lhe garantiu cerca de 20 ou 30 milhões de dólares por ano. Ainda agora surge na ficha técnica como produtor executivo do programa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG