Papa anuncia 3.ª guerra mundial após ataque-pirata no Twitter

As contas de uma agência noticiosa e de um jornal norte-americanos foram pirateadas. Assim se explicam algumas notícias estranhas divulgadas ontem.

O Papa Francisco anuncia a terceira guerra mundial. Navios norte-americanos e chineses estão em pleno combate. Foram estas duas das notícias falsas que foram difundidas nas contas Twitter da agência noticiosa norte-americana UPI (United Press International) e do jornal New York Post, na sequência de um ataque informático.

Mal foram difundidas, responsáveis de ambos os meios de comunicação publicaram outros tweets em que explicavam que as contas tinham sido invadidas por piratas.

"Não, não estamos malucos. UPI foi pirateada, assim como outros", escreveu Rafael Bernal, editor do site da agência noticiosa, em cuja conta Twitter surgiu a notícia de que o Papa anunciara a terceira guerra mundial. Logo depois, um outro tweet dizia que o CEO do banco da América apelava à calma.

No New York Post, aconteceu o mesmo, mas com outras notícias, nomeadamente sobre um combate entre navios norte-americanos e chineses no mar da China. Os Tweets seguintes davam conta de reações das autoridades chinesas e ainda dos estragos nos navios.

Também aqui, um responsável pelo site do jornal assumiu o ataque informático num tweet. Mas também este foi apagado e substituído por outros falsos.

Enquanto isso, o presidente norte-americano, Barack Obama, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, discutiam medidas para combater os piratas informáticos e garantir a cibersegurança.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG