Ministro quer "internacionalização" da agência noticiosa

O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Poiares Maduro, visitou a Lusa, onde reforçou o "interesse de internacionalização". Um encontro onde foram apresentadas propostas para combater desequilíbrio orçamental.

O governante visitou a agência noticiosa Lusa esta quinta-feira e, tal como a que fez à RTP na segunda-feira passada, tinha o propósito de conhecer a empresa, ouvir administração e trabalhadores. No caso da agência noticiosa foram abordados os planos de internacionalização da empresa, mas sobretudo foram discutidas soluções para fazer face ao desequilíbrio orçamental que o pagamento de subsídio de Férias e de Natal, e que não estava previsto quando foi assinado o novo contrato de três anos com o Estado, vai gerar. "É uma das questões urgentes que foram abordadas", declarou o presidente do Conselho de Administração da agência, Afonso Camões.

Por responder ficou o caso do recuo no pagamento dos subsídios de férias deste ano, mesmo após ter sido declarado que haveria disponibilidade de tesouraria. O ministro remeteu respostas para depois.

A visita do ministro da tutela à Lusa estava marcada e nem mesmo a greve geral demoveu o governante. À entrada tinha apenas à sua espera o presidente do Conselho de Administração, Afonso Camões. Os trabalhadores que fizeram greve estavam na marcha, na Avenida da Liberdade, em Lisboa. Poiares Maduro justificou que não alterou a data da visita porque "a marcação da data da greve foi posterior" e considerou: "merecem-me tanto respeito os que fazem a greve como os que estão a trabalhar", referiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG