Ex diretor comprou silêncio de jornalista preso

Andy Coulson, ex líder do jornal britânico 'News of the World', disse ao jornalista "apanhado" no caso das escutas à família real que teria o emprego de volta se se mantivesse em silêncio.

Clive Goodman, ex-editor da secção de realeza do News of the World, foi preso em 2006 por ter realizado escutas telefónicas ilegais à família real britânica. Esta semana, o repórter voltou a ser ouvido por um tribunal e acusou o seu ex diretor, Andy Coulson, garantindo que este lhe prometeu emprego e proteção dos seus familiares se ele alegasse ser "um lobo solitário".

Goodman foi, de facto, o único funcionário da extinta publicação de Rupert Murdoch a ser processado pelas escutas mas, na audiência desta semana, cedeu à pressão e distribuiu culpas. "Muitas pessoas no jornal faziam isso e eu fui o único apanhado. Era o Andy Coulson, aliás, quem disponibilizava os pagamentos para facilitar todo o processo", revelou. O ex diretor mantém, no entanto, a sua declaração de inocência.

O News of the World fechou portas em 2011, na sequência deste escândalo. Andy Coulson tornou-se diretor de comunicação do primeiro-ministro inglês, David Cameron, mas acabou por demitir-se em janeiro de 2011, sob pressão do julgamento em curso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG