Diretor do 'El Mundo' afastado do cargo

Após semanas de especulação, Pedro J. Ramírez, que já havia denunciado estar a ser "seguido e vigiado", em agosto do ano passado, pelo governo de Mariano Rajoy, deixa a direção do jornal espanhol.

Vinte milhões de euros. É este o valor da indemnização que Pedro J. Ramírez poderá receber do El Mundo, segundo a imprensa espanhola. O agora diretor demissionário anunciou, esta quinta-feira, a sua saída da direção do jornal, que ocupou ao longo de 25 anos, desde a data de fundação da publicação.

De acordo com o espanhol, o seu afastamento terá sido exigido pelos proprietários do jornal.

Pedro J. Ramírez utilizou ainda o Twitter para confirmar que a edição do El Mundo, de domingo, será a sua última enquanto diretor do aclamado jornal espanhol, que fundou em 1989.

O Conselho de Administração da publicação deverá reunir-se esta, quinta-feira, para eleger o substituto de Ramírez, Casimiro García Abadillo, até à data vice-diretor do El Mundo.

Veja mais amanhã na edição impressa do DN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG