BBC extingue 200 postos de trabalho até 2017

O despedimento de duas centenas de trabalhadores insere-se num plano de redução de custos da cadeia pública britânica de televisão e rádio.

A cadeia pública de televisão e rádio britânica anunciou segunda-feira que vai acabar com 200 postos de trabalho até 2017. A medida, que se insere no plano de redução de custos da BBC, visa o departamento de rádio e junta-se, assim, a outras já tornadas públicas, como a revisão em baixa do salário dos apresentadores mais conhecidos da estação de televisão.

Para já, vão ser eliminados 65 dessas duas centenas de empregos - que correspondem a 15 por cento de todo o departamento de rádio -, o que permitirá poupar 38 milhões de libras (cerca de 47 milhões de euros).

Além da extinção de postos de trabalho, a BBC também anunciou que irá avançar com uma reestruturação interna das suas estações radiofónicas. Ou seja, apesar de manterem a sua estrutura diretiva, todas elas vão passar a contar com o mesmo corpo redatorial. "A BBC Radio cria inveja em todo o mundo e a nossa criatividade é incomparável", começou por dizer Helen Boaden, diretora da BBC Radio. "No entanto, esta reorganização

Já na semana passada, o diretor de Informação da BBC, James Harding, comunicou aos jornalistas, através de correio eletrónico, que há intenção de reduzir o número de redatores do departamento televisivo para que se consiga alcançar uma poupança anual de 800 milhões de libras (990 milhões de euros). O comunicado enviado pelo diretor de Informação adiantava ainda que os restantes detalhes relativos serão conhecidos durante o próximo mês.

A estação pública britânica é financiado por uma taxa obrigatória acordada com o Governo do país, taxa essa que foi fixada em 2010 em 145 libras (174 euros) por ano por cada família, o que rende 3500 milhões de libras (4200 milhões euros) por ano à BBC.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG