Novos estúdios procuram "eficiência e produtividade"

Director-geral da Plural diz que Cidade dos Sonhos trará rentabilidade e André Cerqueira pede para que a construção projecto de Sintra deixe de ser vetada. Media Capital espera poupança de 10 a 15%.

O investimento em torno dos novos estúdios da Plural, situados na Quinta dos Melos, em Bucelas, e inaugurados no passado sábado, permanece no mistério. Mas a Media Capital espera, com a concentração de todas as produções de ficção, poupar dez a 15 por cento em orçamento. Para o director-geral da produtora, André Cerqueira, a Cidade dos Sonhos - como é apelidada - "é um investimento com uma das maiores eficiências, produtividade e rentabilidade num mercado competitivo como o de hoje", representando "um marco importante" para Plural.

Esta cidade cenográfica não é, porém, a que a Media Capital tem pretendido realizar. Na verdade, a empresa do grupo espanhol Prisa há muito que apresentou projecto semelhante, em parceria com a autarquia de Sintra, e para o qual ainda aguarda autorização. Confrontado com o facto de Bucelas ser já definitivo, Cerqueira explica que a Plural ficará nos estúdios recém-inaugurados "por quanto tempo for necessário", mas aproveita a ocasião para explicar que a Cidade do Cinema, em Sintra, "continua de pé".

"A estrutura continua à espera que as pessoas acreditem que investir na ficção em Portugal é uma coisa importante para o mercado", diz o responsável. O director-geral da Plural queixa-se de quem tem atrasado o projecto, mas avisa: "Enquanto nos vetam e brincam com isso, nós trabalhamos com uma estrutura saudável, bem fundamentada e capaz e trabalhar em qualquer parte do Mundo."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG