Jornalistas da Lusa aderem à paralisação de dia 24

Os jornalistas da Agência Lusa aprovaram hoje em plenário uma resolução onde se aprova a adesão à greve geral de 24 de Novembro e se decide participar na manifestação dos funcionários públicos, no próximo sábado.

"Os jornalistas da agência Lusa reunidos hoje em plenário decidiram aderir à greve geral de 24 de Novembro por entenderem que, tal como os restantes trabalhadores portugueses, devem tomar uma atitude para mostrar a sua indignação", lê-se na resolução.

No texto, anuncia-se que os jornalistas da agência de notícias "decidiram ainda participar na manifestação nacional dos trabalhadores da administração pública, marcada para o próximo sábado, porque entendem ter os mesmos motivos para protestar, apesar de não serem funcionários públicos, dado que estão a sofrer os mesmos cortes".

O plenário, que decorreu nas instalações da sede, em Lisboa, "decidiu também exigir à Administração da Lusa esclarecimentos sobre o futuro da empresa, sobre os resultados da reunião com o ministro da tutela e sobre a posição a assumir relativamente aos cortes dos subsídios de férias e de Natal".

Salientando que não aceitam "que o Governo lhes tire os subsídios de férias e de Natal dos próximos dois anos, depois de terem sofrido um corte nos salários ao longo do ano de 2011", os jornalistas afirmam que, "tal como os restantes trabalhadores portugueses estão a pagar mais impostos, a sofrer os efeitos do aumento do custo de vida e dos cortes das prestações sociais" e, por isso, "não entendem porque é que têm de pagar mais para uma dívida externa pela qual não se sentem responsáveis.

"Por tudo isto os trabalhadores da Lusa vão aderir à greve geral", conclui a resolução.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG