Martim Avillez Figueiredo com coordenação editorial da Impresa Publishing

Martim Avillez Figueiredo, fundador do i e ex-director do Diário Económico, vai assumir funções de coordenação editorial da Impresa Publishing, acumulando com a área de novos negócios das publicações.

A informação foi confirmada à agência Lusa por fonte do grupo de media que detém títulos como o Expresso ou a Visão. "Com a reestruturação prevista para a área digital, o CEO da Impresa Publishing vai acumular funções que até agora não exercia", indicou fonte oficial da Impresa Publishing.

Martim Avillez Figueiredo reportará directamente ao CEO da Impresa Publishing, José Carlos Lourenço, o qual, por seu lado, assumirá pessoalmente o pelouro das receitas da empresa. Além da área de Avillez Figueiredo haverá outras três áreas do núcleo de publishing do grupo, entre as quais a produção, sob direção de José Carlos Lourenço.

"Para fazer a ligação com os responsáveis das publicações da Impresa Publishing, Martim Avillez Figueiredo passará a ter um conjunto de competências delegadas pelo CEO da Impresa Publishing, José Carlos Lourenço, relacionadas com a gestão quotidiana dos títulos", precisou a fonte.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.