ERC abre processo contra RTP devido a erro de José Rodrigues dos Santos

Alexandre Quintanilha, referido como "eleito ou eleita" por lapso do pivô, quer que todos os partidos se pronunciem. RTP já apresentou desculpas.

O erro de José Rodrigues dos Santos no Telejornal da RTP da noite de quarta-feira, no qual se referiu ao deputado mais velho da Assembleia da República como "eleito ou eleita" quando se tratava de Alexandre Quintanilha, homossexual, está a ter repercussões esta quinta-feira. A Entidade Reguladora para a Comunicação Social anunciou que abriu um processo contra a RTP devido ao erro, por "indícios de violação de direitos fundamentais dos cidadãos".

Alexandre Quintanilha, em declarações ao jornal i, disse ter-se sentido insultado com o que José Rodrigues dos Santos disse no Telejornal. O físico, homossexual assumido, disse esperar que os partidos políticos, e não apenas o Partido Socialista pelo qual foi eleito deputado, se pronunciassem sobre a questão. Disse ainda esperar que a RTP pedisse desculpas "à Assembleia da República, ao PS, e aos eleitores que votaram no partido porque confiam em mim e a todos os contribuintes, pois a RTP é pública e por isso depende dos nossos impostos".

O secretário-geral do PS, António Costa, já apresentou um "protesto formal" à direção da RTP sobre o que diz ser o "comportamento inaceitável" do jornalista José Rodrigues dos Santos em torno de uma peça envolvendo o futuro deputado socialista Alexandre Quintanilha, exigindo que seja feito um pedido de desculpas.

Tanto a RTP, através de um comunicado às redações, como o próprio José Rodrigues dos Santos já justificaram que o erro do pivô se deveu em parte a uma peça anterior no Telejornal em que, erroneamente, a deputada do Bloco Domicília Costa era descrita como a deputada mais velha da Assembleia da República, com 68 anos. No lançamento da peça sobre Alexandre Quintanilha, afirma José Rodrigues dos Santos, o jornalista pensou tratar-se da deputada do Bloco, corrigindo assim de improviso o teleponto para dizer "eleita" em vez de "eleito". O diretor-geral de informação da RTP, Paulo Dentinho, já apresentou um pedido de desculpas a Alexandre Quintanilha, afirmando à Lusa já ter falado pessoalmente com o deputado.

A associação de defesa dos direitos das pessoas LGBT, a ILGA-Portugal, lançou já um comunicado a criticar o jornalista, afirmando que "é evidente a intenção do apresentador de humilhar Alexandre Quintanilha em função da sua orientação sexual", e exigindo um pedido de desculpas formal.

Ler mais

Exclusivos