Vila do Conde

Opinião

Respeito pela democracia, exige-se!

De quatro em quatro anos, aquando da realização de eleições autárquicas, assistimos à agregação de cidadãos que criam movimentos independentes e se apresentam às populações com projetos autónomos e de proximidade, construídos pelos seus pares, constituindo-se como uma alternativa aos partidos políticos. Assistimos também ao grito silencioso dos eleitores que, enquanto selecionam o seu candidato no boletim de voto, demonstram cada vez mais a escolha de autarcas que identificam mais como cidadãos e menos como políticos.