União das Misericórdias

Presidente da União das Misericórdias Portuguesas diz que "a pandemia é só a crista da onda da falta

Entrevista a Manuel Lemos

"No fim, veremos que foi em Portugal que se morreu menos em lares"

A pandemia da covid-19 trouxe aos lares o pior dos últimos tempos. "Ninguém estava preparado", diz Manuel Lemos, o presidente da União das Misericórdias Portuguesas. Na altura, o apoio do Estado ao setor foi criticado. E há dias o setor social e o governo assinaram novo acordo - "um compromisso" - que não era desejado, mas o que foi possível. Amanhã, será assinado mais um protocolo, no âmbito do PRR, que irá "permitir construir mais lares". Mas a pandemia trouxe também algo que há muito era inevitável: a mudança para que o futuro seja diferente.