transparência

Opinião

O populismo e o Dr. Pavlov

Sim, reconheço: há um certo masoquismo entre os projetos do PS para a chamada "transparência" da classe política (e dirigentes públicos em geral). Não entendo, por exemplo, porque é que o projeto sobre a "representação de interesses" (lobbying) só abrange esta atividade quando exercida sobre deputados da Assembleia da República. Posso estar muito enganado, mas palpita-me que o lobbying a sério se exerce muito mais sobre os poderes executivos (governo, administração pública, empresas públicas, autarquias, etc.) do que sobre os legislativos (Parlamento, assembleias municipais).

Portugal

"Não é o momento para egos. Os três grandes têm de se unir"

Emanuel Medeiros esteve nove anos na direção executiva da Associação das Ligas Europeias de Futebol Profissional, de onde saiu em junho de 2014 para a liderança das operações do Centro Internacional para a Segurança no Desporto na Europa e América Latina. Tem denunciado a falta de transparência na liderança das sociedades desportivas, tal como a corrupção e o problema, cada vez maior, das apostas ilegais. Perante tantos desafios, quer ver presidentes de Benfica, FC Porto e Sporting unidos. E gostava de os ouvir falar sobre estes temas.