Tempos que marcam

Miguel Salema Garção: "Nenhuma pessoa, nenhuma marca será a mesma depois desta pandemia"

Tempos que marcam

Miguel Salema Garção: "Nenhuma pessoa, nenhuma marca será a mesma depois desta pandemia"

Os CTT foram uma das empresas que estiveram na linha da frente durante o confinamento e esse foi um dos desafios desse período para Miguel Salema Garção. O Diretor de Comunicação, Sustentabilidade e Marketing dos CTT destaca a necessidade de afastamento físico dos mais velhos como uma das memórias que irá reter desta crise pandémica. Em relação ao futuro pós-Covid-19, Miguel Salema Garção defende a necessidade de criar um mundo mais sustentável e amigo do ambiente para as futuras gerações.

Tempos que marcam

David Azevedo Lopes: "As nossas vidas continuam em suspenso"

O presidente da AEON Japão considera a solidão em que os mais velhos têm vivido e a impossibilidade de despedida dos que sucumbem à doença, que uma das partes mais difícil de aceitar da pandemia de Covid-19. David Azevedo Lopes iniciou funções numa empresa japonesa antes do período do confinamento e profissionalmente tem vivido este período com "a enorme frustração" de não se poder mudar para o outro lado do mundo. No futuro, o gestor considera que teremos que aprender a viver com o Covid-19 e destaca que o vírus não deve justificar o aprofundar de desigualdades nem pôr em causa o primado da democracia.

Tempos que marcam

Liliana Tavares. Os olhares que marcam na linha da frente

TEMPOS QUE MARCAM. Na linha da frente do serviço de doenças infecciosas do Hospital de São João, Liliana Tavares foi um dos rostos escondidos por trás de cogulas, máscaras e óculos, protegida por uma espécie de escafandro contra o Covid19. Neste mergulho pelos tempos que vivemos vem à tona o que marca: a incerteza, a esperança e a entrega total a uma luta sem tréguas contra o vírus. Para ela, a "Glovo" e a "Uber Eats" são as marcas que se destacam num tempo onde o confinamento foi incontornável. Este vídeo faz parte de uma nova série , às terças e sextas no DN.