siresp

Paulo Botelho Moniz

SIRESP: "Um novo ajuste direto será incompetência sem paralelo"

Deputado do PSD pelos Açores, Paulo Botelho Moniz acompanha há vários anos o processo SIRESP e a sua competência técnica - é engenheiro de eletrotécnico especialista em comunicações de emergência - não deixou margem para dúvidas aos líderes do seu partido para lhe irem renovando esta tutela no parlamento. Integrou o grupo de trabalho da ANACOM, na sequência dos incêndios de 2017, para propor medidas que melhorassem a rede SIRESP. É à prova de rasteiras técnicas e conhece o sistema melhor que ninguém.

Segurança

SIRESP. Governo chama militares para prepararem o concurso público

A seis meses de terminar o contrato da rede de comunicações de emergência SIRESP o Governo criou um novo grupo de trabalho para identificar, mais uma vez, as melhores soluções técnicas, o terceiro desde 2019, desta vez só com militares. O MAI garante que não haverá atrasos no concurso público internacional que terá de estar concluído até ao final do ano

SIRESP

Presidente do TdC no parlamento por alegadas informações falsas do MAI

A quatro semanas de terminar o contrato assinado há 15 anos entre o Estado e a SIRESP, S.A., empresa que gere a rede de comunicações de emergência, restam interrogações sobre pagamentos de milhões, manobras contabilísticas, "toupeiras" e, principalmente, porque o negócio nunca muda de dono. O PSD quer ouvir o juiz conselheiro José Tavares