sindicato

enfermeiros

Enfermeiros. Sindicato contesta que tenham sido adiadas 500 cirurgias prioritárias na primeira greve

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal "repudia" a informação dada por dois centros hospitalares à Ordem dos Médicos dando conta de que pelo menos 500 cirurgias prioritárias foram adiadas na primeira greve. "Toda e qualquer cirurgia prioritária que pudesse não ter sido realizada, as culpas devem ser imputadas aos Conselhos de Administração", afirma