São Tomé e Príncipe

CPLP

Patrice Trovoada admite afastar-se do poder em São Tomé

"Mesmo no cenário de formação do governo, qualquer conhecedor da situação política são-tomense sabe que há uma grande fixação sobre a pessoa do Patrice Trovoada. A própria oposição, de maneira insistente e repetida, foi sempre direcionando os seus ataques contra a minha pessoa", disse o primeiro-ministro cessante de São Tomé, em entrevista à Lusa, esta sexta-feira em Lisboa, onde se encontra

São Tomé e Príncipe

São-tomenses mostram "cartão amarelo" à ADI e Patrice Trovoada

Depois de uma renhida "guerra de números" nas redes sociais, o anúncio esta segunda-feira dos resultados preliminares pela Comissão Eleitoral Nacional (CEN) acabou por desfazer as expectativas quanto a uma eventual derrota da Ação Democrática Independente (ADI). O partido liderado por Patrice Trovoada venceu as eleições, ao alcançar 25 mandatos contra os 23 do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP-PSD), admitindo um possível namoro para constituir Governo com o Movimento de Cidadãos Independentes (MCI), nascido no sul de São Tomé, que conquista dois deputados pelo distrito de Caué.