Ribeiro e Castro

Ribeiro e Castro

Nem Estado-padrasto nem a escola como quintinha

Parece impossível. Se não lesse nos jornais, não acreditaria que, num Estado democrático e de direito, isto pudesse acontecer. Li, há dias, que a Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo pediu clarificação pelo Governo "a propósito da aprovação, em Conselho de Ministros, de uma resolução que permite às escolas públicas e ao sector solidário efectuar despesas na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19", deixando de fora alunos e professores das escolas do sector particular e cooperativo. A AEEP "avisou que não se conformará com uma "inaceitável discriminação"."