Racismo

Ferreira Fernandes

Tudo sobre o escândalo do momento em Matosinhos!

Para o desfile de Carnaval, uma escola de Matosinhos pediu aos alunos (ensino básico) para irem fantasiados de "africanos". Gosto da ideia. As crianças de uma escola de Portugal (ver Wikipédia, "Matosinhos, cidade portuguesa do distrito do Porto"), fantasiando, podem ficar a conhecer gente de outro continente, de onde a maioria das suas crianças, presumo, não é. Conhecer é sempre bom. Ah, África! De onde veio a arte secular que permitiu Picasso pintar Les Demoiselles D'Avignon, modernizando a arte universal! Ah, África! Que recebeu a farinha de bombó, intragável na comida sul-americana (de onde veio), transformando-a num prato magnífico, como é em Brazzaville e Luanda! É tão bom ver os miúdos da terra das sardinhas enlatadas conhecerem também outras coisas boas pelo mundo fora...

Racismo

Caricaturas antissemitas "animam" Carnaval belga. "Impensável", diz Bruxelas

Carnaval da cidade flamenga de Aalst, classificado pela UNESCO como património da humanidade, incluiu carro alegórico com caricaturas de judeus ortodoxos com ratazanas e sacos de dinheiro, pessoas com trajes da organização racista americana Ku Klux Klan e black face. "São caricaturas típicas de 1939", diz o grão-rabino da Holanda. Um "festival de ódio" condenado pela Comissão Europeia.