Polónia

ministro dos Negócios Estrangeiros

"A Polónia é a Polónia. Não vamos parar esta reforma"

Foi diante de uma chávena de chá que Jacek Czaputowicz recebeu o DN no Ministério dos Negócios Estrangeiros em Varsóvia. O ministro, no cargo desde janeiro, explicou que a Polónia está habituada a ser criticada, uma vez que isso é "política", mas admitiu que o país se sente muitas vezes injustiçado. Garantiu que as reformas, como a polémica do sistema judicial, são mesmo para avançar, até porque a União Europeia não tem a maioria necessária para aplicar o artigo 7. Antigo opositor que chegou a estar preso, Czaputowicz admitiu que a Rússia é "uma ameaça à segurança" e defendeu a presença de mais tropas americanas na Polónia.