Pedro Nuno Santos

Pedro Nuno Santos

Para uma social-democracia da inovação

1 Depois da crise que Portugal viveu nos últimos anos, é muito clara a diferença entre as estratégias para o desenvolvimento do país defendidas pelo PS e pelos partidos à sua direita. Em contraste com a estratégia assente na privatização e liberalização de serviços essenciais, na desregulação das atividades económicas e na compressão de salários e de direitos sociais, o PS defende que a construção de um país próspero e justo depende da recuperação dos rendimentos e direitos sociais, da aposta na qualificação de pessoas e empresas e do aprofundamento das dinâmicas de inovação na economia.