Parque Escolar

Tribunal de Contas

Parque Escolar pagou 236,5 milhões ilegalmente

A Parque Escolar autorizou despesas ilegais de quase 260 milhões de euros (256,3 milhões) por não remeter contratos de empreitadas e de fornecimento e aluguer de bens e serviços que deviam ter sido previamente fiscalizados pelo Tribunal de Contas (TC). Destes 236, 5 milhões já foram pagos, também de forma ilegal, aponta o relatório do TC sobre a Parque Escolar, divulgado hoje.