Oslo

Prémio Nobel da Paz

Barroso assegura que euro "será defendido"

"Não estamos aqui reunidos com a convicção de que a União Europeia é perfeita. Estamos aqui reunidos com a convicção de que a UE deve resolver os seus problemas em conjunto", declarou o presidente do comité Nobel norueguês, Thorbjoern Jagland, na cerimónia da entrega do Nobel da Paz à UE, representada em Oslo por cerca de 20 chefes de Estado e de Governo. Na sua intervenção, Durão Barroso, lembrou que "temos nas nossas mãos um dos símbolos mais visíveis da nossa unidade, o euro", que precisa e "será defendido".