Óbito

Morte de Vasco Pulido Valente

Reações. "Um dos intelectuais mais marcantes da vida pública portuguesa"

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, lembra a "voz dissonante" e o "olhar lúcido e crítico da política e da sociedade portuguesa" do ensaísta e cronista Vasco Pulido Valente que morreu esta sexta-feira, aos 78 anos. "Génio analítico, que não poupava ninguém", destaca o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.