Notre-Dame

Paris

Milionários dão 300 milhões para reconstrução. Mas já há 600 milhões disponíveis

Bernard Arnault, o dono do grupo de luxo LVMH e primeira fortuna de França, anunciou uma doação de 200 milhões de euros para ajudar à reconstrução da catedral, juntando-se assim à segunda maior fortuna do país, a de François Pinault, que na véspera anunciara uma doação de cem milhões. Mas as doações já vão nos 600 milhões de euros.