negócio

negócio

Sexo, vinho e criptomoeda: os negócios de um russo em Portugal

É numa casa que já foi moinho, no alto do Turcifal, em Torres Vedras, que o russo de 39 anos planeia criar um vinho diferente de todos os que conhecemos: "será o primeiro vinho do mundo a ser financiado através de criptomoeda. Vai ser um produto diferente, sofisticado, inspirado na produção vinícola de todo o território português", diz Roman Sidorenko. O russo que cresceu na Crimeia, se formou em Ciências Computacionais na universidade de Sevastopol, se dedicou às tecnologias da informação, viveu e trabalhou em Silicon Valley e criou uma app de encontros sexuais chamada Pure, assentou arraiais em Portugal.