Nações Unidas

Viriato Soromenho Marques

Direitos humanos em tempos de incerteza

Setenta anos após a exata data da sua aprovação formal, a Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas parece estar mais perto dos tempos de angústia que lhe deram origem, num mundo devastado pela guerra e pelos particularismos virulentos, do que do projeto de sociedade internacional justa, onde cada mulher e cada homem se deveriam assumir como "cidadãos do mundo", para usar um conceito retirado do último discurso de tomada de posse de Franklin Delano Roosevelt, a 20 de janeiro de 1945. São os riscos e as ameaças deste tempos de crise global que exigem de todos uma reflexão, comprometida mas livre, com estas palavras gravadas no granito, que constituem uma das últimas linhas de defesa contra o regresso da barbárie.