Moscovo

Leonídio Paulo Ferreira

Putin e Timor-Leste

O título deste editorial é a tradução fiel do de um editorial ontem publicado pelo Jakarta Post, grande jornal indonésio em língua inglesa. E alerta a Rússia, nomeadamente o seu presidente Vladimir Putin, para as lições que pode tirar daquilo que se passou com a Indonésia após invadir e anexar a antiga colónia portuguesa de Timor-Leste. O jornal não se esquece de advertir que há diferenças óbvias entre o que se passou em Timor-Leste, em 1975, e agora nos territórios ucranianos anexados pela Rússia, mas o essencial da mensagem, sublinha, é que Moscovo, tal como aconteceu com Jacarta, deve preparar-se para uma recusa da ONU em aceitar a mudança de fronteiras pela força e um desgaste da imagem internacional, pois a maior parte do mundo verá os russos como via os indonésios: violadores do Direito Internacional e desrespeitadores dos Direitos Humanos. O editorial não se esquece de dar uma forte alfinetada aos Estados Unidos, também pelas intervenções que fizeram fora do quadro da ONU, como aconteceu no Iraque em 2003.