Miguel Poiares Maduro

Miguel Poiares Maduro

"Bruno de Carvalho não tem condições para estar à frente do Sporting"

A sua casa é hoje Florença e o Instituto Universitário Europeu; é uma cidade a que regressou mas, desde que se licenciou na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1990, a sua carreira académica já o levou a Tóquio, Yale, Bruges ou Telavive. Doutorado em Direito, o seu currículo é muito feito de investigação, livros e textos, nomeadamente sobre Direito Europeu e Internacional, foi também o mais novo advogado geral do Tribunal Europeu de Justiça. Nasceu em Coimbra, mas foi já a viver na Figueira da Foz, com 16 anos, que se inscreveu na JSD, diria que durante muitos anos foi um militante do PSD adormecido até que Pedro Passos Coelho o convidou para o Governo substituindo Miguel Relvas, ou seja, foi ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional. O antigo ministro também passou pela FIFA, estando oito meses no Comité de Governação daquele organismo, que acabou por abandonar assumindo violentas acusações. Luis Miguel Poiares Pessoa Maduro é o convidado desta semana da entrevista DN/TSF

Opinião

Um governo de minoria absoluta?

Estes são os meus princípios, se não gosta, tenho outros..." Esta piada atribuída a Groucho Marx arrisca transformar-se na essência da nossa democracia se avançarmos para a solução de governo proposta pelo Dr. António Costa sem satisfazer um mínimo de condições. Um governo liderado pelo partido derrotado nas eleições é constitucionalmente possível mas terá sempre uma legitimidade política fortemente diminuída e pode, se certas condições não forem preenchidas, ter um impacto profundamente negativo na qualidade da nossa democracia. Há várias razões porque assim é.