Miguel Pinto Luz

PSD

Rio, Montenegro, Pinto Luz. As propostas que os aproximam e os afastam

Os três candidatos do PSD já entregaram as moções no partido. Mas Rui Rio será o último a torná-la pública, no dia 2, embora se saiba que quer manter o partido centrado no rumo que traçou há dois anos. Luís Montenegro já acenou com um "índice de felicidade bruta" e Miguel Pinto Luz com o apoio à recandidatura a Marcelo com um "se". A defesa da redução de impostos é mesmo o cimento entre rivais.

Opinião

Europa, será que os populistas estão certos?

Custa-me dizer isto. Mas afinal os populistas podem estar certos. As elites que nos governam, de Lisboa a Helsínquia, mostram subserviência e algum provincianismo na receção à chanceler alemã. Um primeiro encontro com Merkel é hoje para qualquer líder - ou aspirante a líder europeu - uma prova de tirocínio que dá acesso ao clube exclusivo dos bons alunos: aqueles que merecem referências favoráveis e notas de destaque no acelerado curso do europeísmo e finanças. À direita e à esquerda, não se disputaram as melhores ideias para o aprofundamento da União. Nem tão-pouco as melhores políticas para Portugal. O mais importante foi mostrar quem é o "melhor amigo português" da chan-celer.