Michael Cohen

EUA

Ex-advogado admite ter violado a lei a pedido "do candidato". Aperta o cerco a Trump

No mesmo dia em que o ex-gestor de campanha do presidente Paul Manafort foi considerado culpado de evasão fiscal, Michael Cohen foi a tribunal admitir ter violado a lei eleitoral na campanha para as presidenciais de 2016 e ter pago a uma ex-coelhinha da Playboy que afirmava ter tido um caso com Trump. Tudo para influenciar o resultado. Volta a falar-se de destituição do presidente