Marchas Populares

Santo António

Marchas começaram em 1932 no Parque Mayer e hoje voltam à Avenida

Alfama é a destacada rainha das vitórias, mas nas últimas dez edições o trono tem sido divido entre este bairro e o Alto do Pina. O tema deste ano para as 20 marchas a concurso é o centenário do nascimento de Amália Rodrigues. Devido às classificações de 2019, Graça, Beato e Parque das Nações não desfilam esta noite na Avenida da Liberdade.

AJUDA

Orgulho e confiança unem-se pela Ajuda

Considerado um dos marchantes mais antigos de Lisboa, Tó Marinheiro já representa o seu bairro na Ajuda há mais de 27 anos. Começou como mascote, depois foi marchante, tornou-se ensaiador das Marchas dos Mercados e até já foi padrinho. "É um orgulho mostrar o bairro, as festas da cidade são para os lisboetas, para a população e para os estrangeiros que nos vêm ver", conta Tó Marinheiro que já tem planos para inscrever a neta nas marchas. Ouve-se as primeiras notas da marcha e Tó Marinheiro corre para o seu lugar para o ensaio poder começar. Também a mascote não falta a um único ensaio e Rita, de oito anos, parece saber os passos tão bem como os marchantes. "Gosto muito das marchas e também tenho de ensaiar para aprender os passos." Sonha com o dia em que possa marchar ao lado da sua família que também participa.