Luís Montenegro

PSD

As prioridades de Luís Montenegro: "No partido a prioridade é a unidade"

1. Portugal precisa de reformar as suas estruturas sociais, económicas e estatais. A prioridade para o país é criar mais riqueza. Estamos na cauda da Europa. Para crescer precisamos de atrair e estimular mais investimento, o que pressupõe uma carga fiscal mais baixa. Sobre as pessoas, porque estamos a sentir carência de mão-de-obra qualificada, que emigram porque o nível salarial é baixo e os impostos altos. Sobre as empresas, porque não somos competitivos com os países que se comparam connosco, nomeadamente no leste da Europa. Com uma nova política fiscal, podemos aumentar a produtividade e a criação de valor. E a par disso, reformando o Estado para que seja mais eficiente e ofereça melhores serviços aos cidadãos, tornar o país socialmente mais justo e com menos desigualdades. O caso da saúde é ultraprioritário porque nunca como hoje houve uma disparidade tão grande no acesso a cuidados de saúde entre os mais ricos e os mais pobres.

PSD

Rio dispara contra adversários que acusam de colagem ao PS

O primeiro debate entre os três candidatos à liderança do PSD na noite de quarta-feira, na RTP, não podia ter sido mais azedo. A primeira parte foi mesmo de confronto aberto. Rui Rio voltou a tentar encostar os adversários à maçonaria e a derrotas eleitorais passadas. Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz acusaram-no de ter falta de estratégia e colagem ao PS. Nenhum saiu claramente vencedor.