Leucemia

Portugal

Marta ainda sem dador compatível

Cerca de três centenas de pessoas deslocaram-se no feriado do primeiro de Maio ao Colégio de São João de Brito, em Lisboa, para darem medula a fim de ajudarem a pequena Marta, de quatro anos, que tem leucemia e precisa de um dador compatível para vencer a doença. "Só 270 puderem ser dadores, por questões de saúde ou de idade, mas esse número duplicou os resultados da campanha para o mesmo fim organizada pelo colégio no ano passado", contou ao DN Maria João Dray, tia da menina. Neste ponto, não foi ainda encontrado um dador compatível para a Marta, mas a verificação da histocompatibilidade entre dador e receptor também não é imediata. "Demora mais ou menos um mês essa verificação", explica Maria João Dray. Vão continuar a funcionar os postos de recolha. Amanhã, por exemplo, é na sede da Vodafone, a partir das 10.00.