leilão

Artes

Hockney pode tornar-se artista vivo com a peça mais cara do mundo

Com um quadro que pode ser vendido por 69 milhões de euros, David Hockney pode tornar-se no artista vivo com a obra mais cara do mundo em leilão. Em causa está o quadro «Portrait of an Artist (Pool with Two Figures)», pintado em 1972 pelo artista britânico. A obra pertence ao milionário Joe Lewis, que tem uma coleção e arte que inclui peças de Pablo Picasso, Henri Matisse, Francis Bacon e Lucian Freud e que é também o dono do clube inglês Tottenham Hotspur Football Club.