Jogos de Computador

Jogos de Computador

É sempre um prazer recebê-los!

Dragon Ball Z é uma das séries que mais jogos lança no mercado. E porquê? Porque ao longo dos últimos anos conseguiu amealhar uma vasta legião de fãs – quem nunca faltou a uma aula para ver um episódio desta série que atire a primeira pedra. Apesar de ser recorrente, é sempre com grande alegria que recebemos estes super-heróis. Também a produtora partiu do princípio que toda a gente conhece os terrenos que está a pisar e não  teve grandes preocupações com o enredo de Burst Limit. Aqui, o que interessa são as lutas. A jogabilidade é simples e mais uma vez conseguiu conquistar-nos com uma vasta panóplia de ataques, defesas e golpes especiais.  Apesar de contarmos com as habituais arenas gigantes, os gráficos são medíocres. A verdade é que raramente quisemos prestar atenção aos cenários e à banda sonora – também ela mediana. Com a intensidade dos  combates, isso é o que menos interessa.

Nintendo DS

O verdadeiro artista

O nome não podia ser mais apropriado. Com Guitar Hero: On Tour sentimo-nos uma  verdadeira estrela de rock em digressão. Graças ao revolucionário periférico Guitar Grip, que se ajusta à ranhura Game Pak da Nintendo DS, vamos saltitar de lugar em lugar, sempre que quisermos mostrar a nossa veia artística. Devem estar a pensar como foi possível a Activision e a Vicarious Visions levarem este carismático jogo para uma portátil. Pois é, o truque foi acrescentar uma peça que substitui o braço da guitarra que acompanha as restantes consolas.