João Almeida Moreira

João Almeida Moreira

Saudades do Havelange

Em 2012, Ricardo Teixeira, o então presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), renunciou ao cargo que exercia há 23 anos após acusações de pagamento irregular de viagens a magistrados e outras autoridades, de financiamento ilegal de campanhas de parlamentares ligados ao mundo do futebol para impedir a investigação à corrupção na CBF e se perpetuar no cargo, de celebrar contratos ruinosos, de fraude fiscal, de uso indevido da entidade em favor de negócios pessoais na sua cervejaria, de nepotismo, entre outros.