IRA

Mundo

Exército britânico anuncia fecho de 29 das 40 bases

O Ministério da Defesa britânico anunciou que vai desmantelar, no prazo de dois anos, 29 das 40 bases militares que têm na Irlanda do Norte , suprimindo 1100 empregos civis ligados a estas instalações. O efectivo militar será reduzido de nove mil para cinco mil pessoas. O Sinn Féin, ligado ao IRA , congratulou-se com a decisão, mas os Unionistas criticaram-na.

Mundo

Irlanda do Norte recorda 25 anos da morte de Bobby Sands

Os nacionalistas irlandeses assinalaram ontem os 25 anos da morte de Bobby Sands, a 5 de Maio de 1981, após 66 dias de greve de fome na prisão de Maze. Pela primeira vez, uma delegação do Sinn Féin obteve autorização - criticada pelos unionistas - de Londres para prestar homenagem àquele que consideram como um mártir da luta pela independência. Flores foram colocadas no local onde, além de Sands, morreram outros nove reclusos. Na República da Irlanda , o dia foi marcado pelo acender de velas em memória de Sands.

Mundo

Ministro acusa líderes do Sinn Féin de pertencerem ao IRA

Michael McDowell, ministro da Justiça irlandês, acusou ontem os dirigentes do Sinn Féin, Gerry Adams e Martin McGuinness, de pertencerem ao "conselho militar do IRA ". Esta acusação foi imediatamente desmentida pela formação católica.Dermot Ahern, chefe da diplomacia irlandesa, exigiu ainda que o partido reconheça que as actividades criminais do IRA estão na origem da crise que ameaça o processo de paz na Irlanda do Norte.

Mundo

Ulster Protestantes irlandeses declaram fim da violência

As milícias protestantes da Associação de Defesa do Ulster (UDA) anunciaram ontem o fim das suas actividades paramilitares. O gesto foi recebido com cepticismo por algumas das forças envolvidas no processo de paz da Irlanda do Norte . O líder unionista David Trimble afirmou que este era um «de-senvolvimento positivo», mas dirigentes do Sinn Fein - braço político do Exército Republicano Irlandês ( IRA ) - apressaram-se a dizer que a UDA não tem credibilidade.