Índia

Opinião

Apostar na Índia para contrabalançar a China

No dia em que visitei pela primeira vez o Lok Sabha, a câmara baixa do parlamento indiano, percebi a razão de a democracia não só ter sido escolhida pelos pais fundadores Nehru, Gandhi e Patel em 1947, ano do fim da colonização britânica, como ter sobrevivido nestes já 74 anos de independência. A multiplicidade de tipos físicos, também de vestuário, que vi nos deputados corresponde a uma diversidade na população, com religiões e línguas a coexistir numa certa harmonia. Ao contrário do vizinho Paquistão, independente na mesmíssima meia noite de 14 para 15 de agosto, nunca na Índia os militares ousaram tirar o poder aos civis.

Opinião

Goa: quase seis décadas depois

Em finais de 1960, quando vivia em Goa, creio que nem o governo português nem eu imaginávamos que um ano depois, precisamente no dia 18 de Dezembro de 1961, Goa pudesse ser invadida, conquistada e anexada pela União Indiana, pois o intransigente Salazar acreditava que a Inglaterra e a NATO dissuadiriam Nehru de tomar essa iniciativa e este não gostaria de ver o seu nome manchado com prática de uma política belicista. Todavia, a realidade é por demais conhecida: após consumação do facto, uma montanha de gelo interpôs-se entre os dois países.