Helena Freitas

Helena Freitas

Prevenir através da imunização: um investimento sustentável que gera poupanças aos sistemas de saúde

A ciência e a investigação proporcionaram à humanidade, através de um esforço coletivo, novas e melhores ferramentas contra doenças infeciosas e virais graves e evitáveis, por vezes mortais e contagiosas, para as quais não existem soluções terapêuticas alternativas. Um reflexo deste compromisso é a vacinação, que se traduz no principal meio para a prevenção primária de doenças e uma das medidas de saúde pública mais custo-efetivas. A sua relevância é facilmente justificada com o facto de aumentar a esperança média de vida[1], e de a cada minuto, cinco vidas serem poupadas graças à vacinação.[2] Estes números falam por si e são a prova viva do valor das vacinas para a nossa saúde e longevidade e para a economia dos países.