Goa

Opinião

Políticos indianos e partidos

Goa vai eleger um novo governo no dia 14 de Fevereiro de 2022, e surge uma pergunta que talvez precisa de ser feita: faz sentido que as eleições sejam realizadas em linhas partidárias ? Embora isso possa soar um pouco radical, já que a democracia da Índia é baseada na política partidária, o que ocorreu nos últimos cinco anos e sobretudo nas últimas semanas e dias justifica fazer essa pergunta. O mandato atual da Assembleia Legislativa foi muito diferente de qualquer outro no passado. Goa passou por uma década de instabilidade quando os governos foram derrubados por MALs (Membros da Assembleia Legislativa) que desertaram, mas o presente termo foi um de estabilidade devido à mudança de governo que ocorreu após à morte do antigo ministro-chefe. Porém, devido a uma série de MALs que mudaram de partido ao longo dos últimos cinco anos, é que surge um ponto de interrogação sobre a ideologia e a lealdade partidária.

Opinião

E se um jornal de Goa voltar a escrever em português? Aconteceu

A língua portuguesa ressuscitou este domingo no mais antigo jornal de Goa e isso é uma boa notícia. Será só uma vez por semana, e apenas alguns artigos, mas é significativo que O Heraldo, que está a celebrar 120 anos, diga que o faz a pedido de leitores seus. Não é nostalgia, é sinal de uma redescoberta pelos goeses de uma língua que chegou a ser a de muitas famílias em casa - para algumas continua a ser e há quem cante fado - e que influenciou muito o concanim, a língua local. António Lobo, num artigo publicado já este domingo em português, dá os exemplos de "doens" para doença, também "cazar", "sushegad" ou "xarop".

Almoço com

O embaixador croata fala português e sabe truques do trânsito lisboeta

Ivica Maričić é um apaixonado por Portugal desde 1983. E foi ideia sua o Pavilhão da Croácia na Expo'98. Nos últimos seis anos foi embaixador em Lisboa, e até acompanhou a presidente Kolinda Grabar-Kitarović a Fátima junto com Marcelo Rebelo de Sousa, que na hora da despedida o condecorou com a Ordem do Infante Dom Henrique. Vai regressar de certeza. Tem casa em Cascais.